10.5.10

Baisers volés (1968), François Truffaut

2 comments:

  1. Agreed.
    Não me conseguiu agarrar, mas Léaud é inevitavelmente terno.

    ReplyDelete
  2. Belo blogue, desse lado :)

    ReplyDelete

archive